andreamedia

Bastidores de censura na Globo miram em diretoria: emissora tenta se explicar

As sequências de censura, especialmente, em cenas de Vai na Fé, produto televisivo de maior audiência da Globo, tiveram novos bastidores revelados, em seguida.

Contudo, Além de cortar beijos de Clara (Regiane Alves) e Helena (Priscila Sztejnman), já foram editados um beijo de Yuri (Jean Paulo Campos) e Vini (Guthierry Sotero), apenas na novela de Rosane Svartman.

Fora de Vai na Fé, também foram reduzidas duas cenas quentes entre um casal lésbico em Aruanas, em sua versão na TV aberta. Falas de Orgulho, que seria exibido em horário nobre, foi jogado para mais próximo da madrugada. Surpreendentemente, o especial irá ao ar após o Tela Quente, em 26 de junho.

Por fim, a Globo tem sido alvo de críticas por conta dos cortes mal construídos, além de esconder uma relação homoafetiva no mês em que se comemora o orgulho LGBTQIAP+.

JORNAL EXPLICA, PRIMEIRAMENTE: “CUIDADO MAIOR” DA GLOBO

Recentemente, o jornal O Globo explicou que a decisão foi repassada ao elenco e à equipe de direção e edição de Vai na Fé, que tem trabalhado em cima das cenas de beijos normalmente.

Primeiramente, a justificativa usada pelo comando da emissora é que está havendo um “cuidado maior” com o conteúdo que está indo ao ar. Todavia, novos bastidores do caso foram revelados em primeira mão pela colunista Carla Bittencourt, do portal Notícias da TV.

Segundo a publicação, a ordem pelos cortes de beijos gays em Vai na Fé partiu de Amauri Soares, novo comandante do entretenimento da Globo, no lugar de Ricardo Waddington. O ex-marido de Patrícia Poeta conta com o aval da presidência da Globo, comandada por Paulo Marinho.

A situação provoca uma verdadeira saia justa na Globo, especialmente por estarmos no mês do orgulho LGBTQIAP+. Em resumo, censuras como essas não são bem vistas na classe artística. Especialmente, em uma emissora com diversos profissionais ligados à causa.

Recentemente, as atrizes Regiane Alves e Priscila Sztejnman, que interpretam Clara e Helena, fizeram um vídeo bem humorado sobre a censura de seus personagens. Priscila ironizou, em suma e de forma suave, no conteúdo: “aqui não pode”.

A decisão ocorre pelo motivo que o próprio Notícias da TV já havia adiantado: a ideia é que o público mais conservador não desista da novela e, consecutivamente, mantenha os altíssimos índices de audiência na faixa das sete.

GLOBO SEGURA CENAS LGBT EM NOVELAS, EM SEGUIDA

Desta forma, além das cenas censuradas anteriormente, o telespectador deverá se preparar para situações polêmicas. Em Amor Perfeito, Érico (Carmo Dalla Vecchia) passará por uma espécie de “cura gay”. Homossexual discreto e com medo de se expor na década de 30, ele terá um romance com Verônica (Ana Cecília Costa).

Em Terra e Paixão, na faixa das nove, também houve um pedido da direção da Globo que o romance entre Menah (Camilla Damião) e Mara (Renata Gaspar) seja “maneirado”. A relação será desenvolvida nos próximos capítulos.

Em nota enviada ao Notícias da TV, a Globo tentou se explicar sobre o caso: “Toda novela está sujeita a ajustes. Uma rotina que atende às estratégias de programação ou artísticas. Isso, inclusive, é sinalizado nos resumos de capítulos divulgados pela Globo. Faz parte do processo, como já vivenciamos inúmeras vezes”, iniciou.

Sobre Vai na Fé, a emissora diz que Clara e Helena seguem o romance como previsto: “No caso de Vai na Fé, assim como acontece com tantos outros personagens, a trama de Clara e Helena segue evoluindo como previsto: o envolvimento de ambas, o momento de conflitos e dúvidas até a descoberta do amor. Em breve, Clara, já separada, se sentirá livre para assumir sua relação com Helena”, diz a emissora, sem mencionar as cenas de beijos gravada se ignoradas na edição.

O que você precisa saber, em resumo:
  • Primeiramente, os cortes de beijos gays em Vai na Fé estão ocorrendo, segundo o jornal O Globo, em decisão de um “cuidado maior” com a história;
  • Todavia, novos bastidores do caso foram revelados em primeira mão pela colunista Carla Bittencourt, do portal Notícias da TV;
  • Segundo a publicação, a ordem pelos cortes de beijos gays em Vai na Fé partiu de Amauri Soares, novo comandante do entretenimento da Globo, no lugar de Ricardo Waddington.
  • Contudo, o ex-marido de Patrícia Poeta conta com o aval da presidência da Globo, comandada por Paulo Marinho;
  • A decisão ocorre pelo motivo que o próprio Notícias da TV já havia adiantado: a ideia é que o público mais conservador não desista da novela;
  • Em nota enviada ao Notícias da TV, a Globo tentou se explicar sobre o caso: “Toda novela está sujeita a ajustes. Uma rotina que atende às estratégias de programação ou artísticas. Isso, inclusive, é sinalizado nos resumos de capítulos divulgados pela Globo. Faz parte do processo, como já vivenciamos inúmeras vezes”, iniciou;
  • Sobre Vai na Fé, a emissora diz que Clara e Helena seguem o romance como previsto: “No caso de Vai na Fé, assim como acontece com tantos outros personagens, a trama de Clara e Helena segue evoluindo como previsto: o envolvimento de ambas, o momento de conflitos e dúvidas até a descoberta do amor. Em breve, Clara, já separada, se sentirá livre para assumir sua relação com Helena”, diz a emissora, sem mencionar as cenas de beijos gravada se ignoradas na edição.
LEIA TAMBÉM, EM SEGUIDA:
EM SEGUIDA, FIQUE DE OLHO NAS REDES DO AC!

Siga-nos no YoutubeInstagramFacebook, Twitter e Google Notícias. Fique ligado em nosso conteúdo

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA PRIMEIRAMENTE AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: TV Globo / Reprodução

Visits Code Obs Start: 2022-10-01 End: 2022-10-31