andreamedia

Justiça promove reviravolta e libera a Globo de exibir reportagem censurada

Horas após ser censurada pela Justiça do Rio, a Globo está liberada para exibir o caso Henry Borel, no Linha Direta. A morte do menino ocorreu ocorrido em 2021 e chocou o Brasil.

Ontem (17), a Justiça do Rio, através da juíza Elizabeth Machado Louro, havia proibido a emissora de colocar conteúdo no ar. A decisão saiu após um pedido da defesa de Dr. Jairinho, padrasto do menino e principal acusado do caso.

Segundo informações do jornal O Globo, através da colunista Patrícia Kogut, o caso foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou que a reportagem vá ao ar logo mais.

+ Após fracasso, emissora confirma saída de Faustão na Band: “comum acordo”

A decisão foi tomada pelo ministro Gilmar Mendes, que criticou a postura da juíza em vetar a exibição antes do caso ser julgado, como ocorrido ontem (17).

“A eminente magistrada extrapola os limites de suas funções judicantes para se arvorar à condição de fiscal da qualidade da produção jornalística de emissoras de televisão”, considerou Mendes, em seguida.

O Linha Direta com o caso Henry Borel vai ao ar nesta quinta-feira (18), às 23h, após o Cine Holliúdy.

O que você precisa saber, em resumo:

  • A Globo pode exibir a reportagem do caso Henry Borel, no Linha Direta;
  • Anteriormente, a emissora estava proibida, após uma decisão da Justiça do Rio;
  • O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, liberou a exibição. Mendes criticou a tentativa da magistrada em vetar o conteúdo na Globo;
  • Por fim, o programa vai ao ar na noite de hoje (18
FIQUE DE OLHO NAS REDES DO AC!

Siga-nos no YoutubeInstagramFacebook, Twitter e Google Notícias. Fique ligado em nosso conteúdo.

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA PRIMEIRAMENTE AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem: TV Globo / Reprodução

Visits Code Obs Start: 2022-10-01 End: 2022-10-31