A morte de Danuza Leão: jornalista e ex-modelo será cremada no Rio de Janeiro

O corpo da ex-modelo e jornalista Danuza Leão será cremado no Rio de Janeiro nesta sexta-feira (24). O último adeus ocorrerá entre as 13h e 16h no Salão Ecumênico 1 do Crematório e Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Norte do Rio. Na sequência, haverá a cerimônia de cremação. Toda a despedida será restrita a familiares e amigos.

Danuza, que tinha 88 anos, morreu no fim da noite desta quarta-feira (22), vítima de uma insuficiência respiratória, em decorrência de um enfisema pulmonar.

A VIDA DE DANUZA

Um dos nomes mais importantes da elite carioca, Danuza Leão brilhou na moda, nos anos 50, e no colunismo social. Assinou colunas no Jornal do Brasil, na Folha de S.Paulo e em O Globo. Também escreveu livros como ‘Na sala com Danuza’ e ‘Quase Tudo’, este sua autobiografia.

Na vida pessoal, Danuza Leão foi casada por três vezes: Samuel Wainer, Antônio Maria e Renato Machado. Com Samuel, teve três filhos.

Apesar da ligação com o Rio de Janeiro, Danuza era natural de Itaguaçu, no interior do Espírito Santo, e era irmã de Nara Leão (1942-1989), grande nome da MPB.

TELEGRAM: RECEBA O CONTEÚDO DO AC EM TEMPO REAL!

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Reprodução Internet

Advertisement