Polícia prende Paulo Cupertino, acusado de matar ator de Chiquititas

Após três anos de longas buscas, a Polícia Civil de São Paulo conseguiu prender Paulo Cupertino Matias, acusado de matar Rafael Miguel, ex-Chiquititas, e os pais do ator. A prisão foi feita pela 6ª Seccional e levaram Cupertino para 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, Zona Sul de São Paulo.

Paulo Cupertino passou por corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) foi encaminhado para Divisão de Capturas, no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Centro de São Paulo.

Cupertino declarou ser inocente sobre o crime bárbaro: “Eu sou inocente. Não matei ninguém”, disse. A prisão ocorreu graças a uma informação recebida pela polícia. A origem da denúncia não foi informada.

O nome de Paulo Cupertino fazia parte de uma lista de procurados da Interpol. Desde 2019, as autoridades consideraram a possibilidade dele ter fugido para países que fazem fronteira com o Brasil.

Além de Rafael, que tinha 22 anos na ocasião, Cupertino é acusado de matar os pais do ator:  João Alcisio Miguel, de 52 anos, e a mãe Miriam Selma Miguel, de 50 anos. Na ocasião, os três foram levar Isabel Tibcherani, filha de Cupertino, de volta para casa. Ele não aceitava o namoro. Os três foram mortos no bairro da Pedreira, na zona sul de São Paulo.

TELEGRAM: RECEBA O CONTEÚDO DO AC EM TEMPO REAL!

INSCREVA-SE NO CANAL DO AUDIÊNCIA CARIOCA NO YOUTUBE!

GOOGLE NOTÍCIAS: SIGA NOSSA PÁGINA E RECEBA AS INFORMAÇÕES DO AUDIÊNCIA CARIOCA

Imagem [capa]: Arquivo / Reprodução Internet

Advertisement